Tamanho da letra A+ A-
 

ENADE – Avaliação Nacional de Desempenho dos Estudantes

O QUE É O ENADE?

É o exame realizado para os estudantes do Ensino Superior de todo o país. Este exame integra o grupo de instrumentos do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior, realizados pelo INEP/MEC e que acontece em ciclos e por grupos de curso para todas as instituições de ensino superior brasileiro.




QUAL O OBJETIVO DO ENADE?

Tem como objetivo o acompanhamento do processo de aprendizagem e do desempenho acadêmico dos estudantes em relação aos conteúdos programáticos previstos nas diretrizes curriculares do respectivo curso de graduação, suas habilidades para ajustamento às exigências decorrentes da evolução do conhecimento e suas competências para compreender os temas exteriores ao âmbito especifico de sua profissão, ligados à realidade brasileira e mundial e outras áreas do conhecimento. Seus resultados se constituirão em referências que permitem a definição de ações voltadas à melhoria de qualidade do curso de graduação por parte dos professores, dirigentes e autoridades educacionais.



QUESTIONÁRIO DO ESTUDANTE
O Questionário do Estudante, um dos instrumentos de coleta de informações do ENADE, tem o objetivo de colher informações sobre o perfil socioeconômico do estudante. O Questionário do Estudante é de participação obrigatória.


ATENÇÃO AOS PRAZOS
Os alunos devem responder eletronicamente, por meio da página da Internet http://enade.inep.gov.br, durante o período de 22 de outubro a 24 de novembro de 2013.


  • POR QUE PARTICIPAR DO ENADE?

    A participação na pesquisa desenvolvida por meio do Questionário do Estudante é de grande relevância para o conhecimento do perfil do estudante avaliado pelo SINAES, pois é importante às IES o desenvolvimento de ações voltadas ao esclarecimento e orientação ao estudante sobre a oportunidade de manifestar a própria opinião acerca do curso que frequenta, bem como, sobre as impressões pessoais da sua IES.

    Orientamos que, quando do primeiro acesso à página do INEP/MEC http://enade.inep.gov.br, o estudante deverá informar um e-mail e o número do CPF, conforme orientação de preenchimento. Qualquer dúvida os alunos podem entrar em contato pelo telefone (86) 3215-8700 r-8745, para orientação de acesso, passo a passo.

    Destacamos que o preenchimento do Questionário é obrigatório e precedido da consulta do local de prova. As informações prestadas na pesquisa subsidiam estatisticamente o cálculo de indicadores educacionais do seu curso, portanto, solicitamos sua atenção ao preenchê-lo.

    Para conhecer o local de prova o estudante deverá acessar também o endereço eletrônico http://enade.inep.gov.br,  no período de 22/10 a 24/11/2013, o Cartão de Identificação estará disponível logo após o preenchimento do Questionário do estudante.

  • COMO FAZER UMA BOA PROVA DO ENADE

    Como se preparar antes das provas

    Leia jornais e revistas porque os temas sociais e atuais têm predominado nas principais avaliações do país nos últimos anos. A leitura também ajuda a aumentar o vocabulário.
    Tire as dúvidas antecipadamente com o seu professor sobre as questões específicas do seu curso. Dúvidas na hora da prova só aumentam a ansiedade, o que será prejudicial nesse momento.

    No dia do Exame

    Procure controlar o tempo. Em algumas provas você tem menos de dois minutos para resolver cada questão! Não se assuste. Algumas questões você responderá normalmente em poucos segundos, sobrando tempo para as outras. Mas todo cuidado é pouco. Atenção para não gastar muito tempo em uma questão difícil, enquanto que o mesmo tempo poderia lhe garantir várias questões mais fáceis.
    Antes de passar as respostas para o gabarito, verifique se não esqueceu de resolver ou pulou alguma questão.
    Há quem diga que reler a prova na hora de entregar as respostas gera muitas dúvidas e você poderá ser tentado a mudar algumas. Se achar MESMO que alguma resposta deva ser mudada, faça-o; entretanto se tiver dificuldade em se decidir por duas respostas não mude a que marcou da primeira vez. Só mude a resposta se tiver certeza de que estava errada.
    Preste muita atenção na hora de transcrever as respostas da prova para o gabarito. Erro nesse momento, é desastroso.

    Inicie sua prova pelas questões discursivas, em seguida responda as objetivas.

    Questões discursivas

    • Destine a essas questões um tempo maior, em relação às questões objetivas, pois terá melhor desempenho quem souber redigir e estruturar bem suas ideias. Para responder corretamente as questões discursivas, você deve:
    • identificar claramente a situação ou problema proposto: O que é mesmo que a questão está solicitando? Qual o assunto ou conteúdo envolvido? Atentar para o enunciado ou comando: compare, analise, justifique, cite, exemplifique, retire do texto etc. Fazer o que o enunciado pede é fundamental, estrutura inadequada muitas vezes acaba zerando a questão;
    • associar a situação identificada a um conjunto de princípios, leis e generalizações que explicam ou solucionam o problema;
    • identificar aspectos relevantes e secundários. Este certamente é um dos pontos fundamentais – e um dos mais difíceis – para bem responder a questões discursivas. Como há limitação de tempo e, sobretudo, de espaço (a questão só pode ser respondida dentro do espaço próprio a ela destinado), o aluno deve decidir quais aspectos da questão devem ser explicitados, quais podem apenas ser referidos ou mencionados e quais podem ser omitidos. A capacidade de avaliação e de discernimento do aluno, nesse julgamento, é crucial para a atribuição dos pontos ou conceitos, por parte do examinador;
    • estabelecer um esquema ou estratégia de abordagem da situação: decidiros passos e caminhos a serem percorridos;
    • a clareza e a objetividade são itens muito importantes;
    • evite a repetição e nada de gírias;
    • corrigir o rascunho antes de passar a limpo é uma boa medida. Rasuras só no rascunho;
    • § responda as questões com tranquilidade, mas controle o seu tempo.
    • formular a resposta na linguagem verbal ou simbólica adequada à situação, atentando para o vocabulário e terminologia técnica apropriada, observando as seguintes especificações: faça períodos curtos, pois os longos podem tornar o texto confuso e criar problemas de coesão e coerência;

    Questões objetivas

    • Faça, primeiramente, as questões mais fáceis, aquelas que você sabe a resposta diretamente, sem muita conta ou muito que pensar. Evite perder tempo com questões que você julgar difícil.
    • Deixe por último as questões objetivas que tenha dúvidas.
    • Elimine de início as alternativas que se mostrem estranhas ao assunto enfocado.
    • Busque as alternativas que apresentem maior coerência com o conteúdo cobrado
  • LEGISLAÇÃO DO ENADE