Tamanho da letra A+ A-
 

NIP-FSA é destaque no EDUCERE: Congresso Nacional de Educação


As ações empreendidas pelo Núcleo de Iniciação à Pesquisa (NIP) da Faculdade Santo Agostinho tiveram destaque durante o XIII EDUCERE – Congresso Nacional de Educação, realizado em Curitiba, na Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), entre os dias 28 e 31 de agosto. No evento, o coordenador do Núcleo, Prof. Dr. Alisson Dias Gomes apresentou o artigo intitulado “Prática científica no Ensino Superior: Núcleo de Iniciação à Pesquisa, Faculdade Santo Agostinho, Teresina – Piauí”, produzido em parceria com a professora Maria das Graças Targino, pós-doutora, docente da Universidade Federal da Paraíba.



O EDUCERE é um evento realizado a cada dois anos, que tem como objetivo promover reflexões sobre formação, prática e pesquisa educacionais em um contexto globalizado, diversificado e de forte demanda social. Dentro do evento ocorre ainda o IV Seminário Internacional de Representações Sociais, Subjetividade e Educação – SIRSSE e o VI Seminário Internacional sobre Profissionalização Docente (SIPD/CÁTEDRA UNESCO), encontros voltados à participação de professores da educação superior e da educação básica, pesquisadores, estudantes de graduação e pós-graduação nacionais e internacionais.


Campus da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC/PR)




O artigo, selecionado para apresentação no eixo Formação de Professores, discute as ações realizadas pelo NIP desde sua criação. De acordo com o professor Alisson, por meio do NIP, “A FSA reafirma seu compromisso de democratização do acesso à informação, da formação com qualidade, da inclusão social, da redução das desigualdades sociais”. O NIP já coordenou a realização de 57 projetos de pesquisas vinculados ao Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC) e ao Programa Institucional Voluntário de Iniciação Científica (PIVIC), entre os anos de 2014 e 2016.



Além dos projetos, o núcleo promoveu ainda a elaboração e lançamento do livro “Saberes Partilhados: bastidores do fazer ciência”, que reuniu relatos dos pesquisadores integrantes do primeiro ano de atividades de pesquisa na FSA e foi publicado através de uma parceria com a Universidade Federal do Piauí. Com a intenção de disseminar o conhecimento gerado e potencializar a internacionalização das pesquisas produzidas na FSA, a equipe do NIP promoveu a divulgação externa do livro, que integra bibliotecas de renomadas instituições de ensino no Brasil e no exterior.



“O incentivo à pesquisa é uma ação essencial para crescimento e reconhecimento institucional dentro e fora do Estado. Uma grande prova dessa importância nós temos aqui, no EDUCERE, um evento com mais de 4 mil pessoas, de vários países da América Latina, reunidas com o objetivo de refletir sobre formação, prática e pesquisa educacionais e, nesse cenário, temos a Faculdade Santo Agostinho e o NIP como um caso bem sucedido de investimento de IES em iniciação científica”, comenta o professor Alisson.





Criado em 2014, o NIP tem, entre outras atribuições, promover o desenvolvimento do pensamento científico dos corpos docente e discente, gerar oportunidades de aprofundamento conceitual e prático da metodologia científica, estimular o ingresso de alunos e professores em programas de pós-graduação, bem como contribuir para a construção do pensamento crítico da comunidade acadêmica da FSA.



Atualmente, o núcleo coordena a execução de 35 projetos PIBIC e 06 projetos PIVIC, nas áreas de Exatas, Humanas e Saúde. Além do professor Alisson Dias Gomes, jornalista e doutor em Comunicação Audiovisual pela Universidad de Salamanca (Espanha), o núcleo é composto ainda por duas supervisoras: a professora Liana Dantas da Costa e Silva Barbosa, psicóloga e doutora em Biologia Celular e Molecular Aplicada à Saúde pela ULBRA/RS, e a professora Izabel Herika Gomes Matias Cronemberger, assistente social, mestra e doutoranda em Políticas Públicas (UFPI), além da secretária Polyana Fabiene Rodrigues.



Por meio do núcleo, são realizadas a seleção de propostas de projetos de pesquisa e seu acompanhamento durante o ano de realização da iniciação científica, coordenação da participação de docentes e discentes na Semana Científica da FSA. Além disso, o NIP trabalha ainda em parceria com outros setores da FSA, como Núcleo de Comunicação, através do qual promove a divulgação dos resultados e a realização de campanhas de sensibilização da comunidade acadêmica sobre a relevância das práticas de iniciação científica, e o Comitê de Ética em Pesquisa e a Comissão de Ética no Uso de Animais.


Publicações no EDUCERE 2017


Além do artigo sobre a experiência do NIP da FSA, o professor Alisson publicou ainda dois artigos, sendo um no eixo Alfabetização, leitura e escrita e outro como capítulo do livro “Educomunicação e formações socioculturais”, organizado por Ademilde Sartori (UDESC) e Eduardo Fofonca(IFPR), que integra a Coleção Cultura Digital e Interdisciplinaridade, publicado pela Editora Prismas.



O primeiro artigo é intitulado “Alfabetização e letramento: universos entrelaçados”, produzido em parceria com a Profª. Dra. Maria das Graças Targino. O artigo tem como objetivo analisar a experiência vivenciada no âmbito da coordenação do Curso de Especialização em Alfabetização e Letramento (Curso ALFA) mantido pelo Centro de Educação Aberta a Distância (CEAD) da Universidade Federal do Piauí (UFPI).



Já o capítulo do livro tem como título “Educomunicação na sociedade digital: novos tempos vs. novas atuações”, e foi escrito juntamente com Ana Isabel Freire, jornalista da Faculdade Santo Agostinho e mestranda do Programa de Pós-graduação em Comunicação da Universidade Federal do Piauí. No trabalho, os autores discutem a interface entre Educação e Comunicação na contemporaneidade, onde as relações entre pessoas, saberes e conhecimentos se reconfiguram rapidamente, assim como o processo de ensino e aprendizagem. O livro, que tem prefácio assinado pela professora Graça Targino, foi lançado durante o EDUCERE e conta ainda com contribuições de pesquisadores do Paraná, Piauí, Santa Catarina, São Paulo, Argentina, Cingapura e Espanha.


Por Ana Isabel Freire


 
LEIA MAIS