inscreva-se: (86)3215-8700


Egressa de Serviço Social é aprovada em Residência em Saúde da Família


Silvia Patrícia da Silva, egressa do curso de Serviço Social, foi aprovada na VI Turma da Residência Multiprofissional em Saúde da Família e Comunidade, da Universidade Estadual do Piauí (UESPI). A Residência Multiprofissional em Saúde da Família e Comunidade constitui modalidade de Ensino de Pós-Graduação Lato Sensu, cujo objetivo é qualificar profissionais de diversas categorias para atuarem no Sistema Único de Saúde – SUS, tendo como princípio básico a prática multiprofissional e interdisciplinar em Saúde da Família. A residência permitirá a obtenção de competências sociais, políticas, técnicas e humanas para aplicá-las na perspectiva da promoção da saúde.
O curso terá duração de 02 (dois) anos, em tempo integral em caráter de dedicação exclusiva, com atividades teóricas e teórico–práticas e atividades práticas de formação em serviço-comunidade. A formação em serviço-comunidade será desenvolvida sob supervisão de docentes, tutores e preceptores, junto às equipes de Saúde da Família da Fundação Municipal de Saúde – FMS no município de Teresina-PI, podendo estender-se às unidades do Hospital Escola Getúlio Vargas – HEGV/UESPI.

Muito feliz com a aprovação, Sílvia Patrícia atribui seu bom desempenho à sua boa formação na Faculdade  Santo Agostinho, hoje,  Centro Universitário – UNIFSA. Sílvia ingressou no segundo semestre de 2012, como aluna 100% PROUNI. “Eu passei no início 2012, para outra instituição, mas o meu desejo era a Santo Agostinho. E na metade do ano, consegui a transferência para FSA”, disse. Durante o curso, Sílvia se dedicou a dividir seu tempo entre estudos e o trabalho. “Eu dava aula de reforço o tempo todo, e depois, consegui um estágio remunerado na área de Serviço Social, no CRAS”, conta. Mas, ela atribui o seu bom desempenho no curso ao amor do corpo docente pela profissão. “Devo especialmente, aos meus professores do Curso de Serviço Social. Não tinha, em sala de aula, uma mera exposição de conteúdos de disciplinas; existia amor pela assistência social, pelo fazer Serviço Social. Não foi, portanto, apenas entender o conteúdo teórico; foi despertar o amor pela profissão e pela minha carreira”, explica.
A residência ofereceu apenas duas vagas para egressos de Serviço Social, o que tornou a disputa acirrada. Foram quase 40 candidatos inscritos. Sílvia Patrícia conta que, em muitos momentos, teve que contar com a ajuda de familiares e amigos para continuar na disputa com equilíbrio emocional e determinada. “Eles me deram muito estímulo e confiança; e esse estímulo foi decisivo no decorrer da três etapas pelas quais passei na residência (prova objetiva, análise de títulos e o memorial acadêmico). Considero que, destes, o memorial acadêmico foi o preponderante, pois, apesar de eu não ter experiência profissional como assistente social, tive uma ótima preparação na graduação. Apresentei minhas qualificações por meio de meu currículo acadêmico, os eventos que participei, os artigos publicados, e o estágio curricular obrigatório, que foi na Gerência de Proteção Social Básica – GPSB, da Secretaria Municipal de Assistência Social. E, também contribuiu, ter participado, como voluntária, do Projeto de Extensão em Corpo, Sexo e Gênero, do UNIFSA, o que me permitiu explorar minhas potencialidades como pesquisadora”, diz.
A egressa pretende, durante a residência, colocar em prática o que aprendeu ao longo dos 4 anos, como acadêmica, e agregar mais conhecimento, agora, como profissional de Serviço Social. “Quero continuar a investigar as temáticas de gênero associada às políticas públicas de saúde, voltada para a minorias  em situação de vulnerabilidade, sobretudo mulheres e LGBTs”, disse.

Compartilhe:

Mais Notícias

Centro Universitário Santo Agostinho - Av. Valter Alencar, 665 - São Pedro
Teresina - PI - Cep: 64.019-625 - Fone: (86) 3215.8700 / Fax: (86) 3215.8710 Email: fsa@fsanet.com.br
Copyright 2012 © Todos os Direitos reservados