Tamanho da letra A+ A-
 

FSA faz balanço de resultados alcançados durante o XIX Encontro Pedagógico


XIX ENCONTRO PEDAGÓCIO-FSA 2017 - 11A programação desta terça-feira, dia 24 de janeiro, do XIX do Encontro Pedagógico da FSA,  começou às 18h com a mesa acadêmica “O Processo Educativo na FSA: sua interface com os indicadores de qualidade e os documentos institucionais”, com a mediação da Profa. Ma. Jovina da Silva. Dentro da temática principal foram apresentados subtemas.

O primeiro deles foi a “Apresentação do Documento Institucional”, apresentado pela Profa. Esp. Maria Monteiro (NUAPE). Ela falou sobre as interações necessárias entre os Eixos utilizados pelo MEC como um dos instrumento de avaliação – relacionados às dimensões exigida pela Lei do SINAES. Maria Monteiro falou sobre as iniciativas da FSA em conectar suas ações ao Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI).

XIX ENCONTRO PEDAGÓCIO-FSA 2017 - 10Em seguida, Marcela Moura, técnica do Núcleo de Apoio Pedagógico da FSA (NUAPE) tratou do tema “O programa de extensão da FSA: aspectos operacionais”, expondo os procedimentos de submissão dos projetos de Extensão, bem como do preenchimento adequado dos documentos necessários.

XIX ENCONTRO PEDAGÓCIO-FSA 2017 - 8Em seguida, o prof.Dr. Allison Dias Gomes, coordenador do Núcleo de Iniciação à Pesquisa – NIP, falou sobre o quarto edital de seleção de projetos de iniciação científica, que serão desenvolvidos ao longo de 12 meses, reforçando o compromisso da instituição em investir em seu corpo docente e discente por meio da prática de iniciação científica. Segundo ele, o edital selecionará 35 projetos para o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC/FSA) e 15 projetos para o Programa Institucional Voluntário de Iniciação Científica (PIVIC/FSA). Segundo ele, diferente dos editais anteriores, este ano, cada professor orientador poderá orientar até no máximo 03 (três) projetos distintos, por edição, sendo que, para cada um deles, terá no máximo 01 (um) bolsista/voluntário e 01 (um) colaborador. Para o coordenador do NIP,  Prof. Dr. Alisson Dias Gomes, o objetivo da FSA é fortalecer uma cultura de pesquisa dentro da instituição: “Podemos perceber que por meio de programas como PIBIC e PIVIC, tanto professores quanto alunos compreendem a importância do fazer ciência e sua contribuição para o crescimento pessoal e profissional dos pesquisadores e de suas áreas de atuação. Passos firmes estão sendo dados dentro de nossa instituição”, comentou. Confira abaixo o Edital de Seleção e o Formulário para inscrição. (Baixe aqui o edital: EDITAL NIP)

XIX ENCONTRO PEDAGÓCIO-FSA 2017 - 1
Em seguida, os diretores da FSA apresentaram dados sobre o processo de melhoria contínua da Faculdade Santo Agostinho, apresentando dados dos últimos três anos. A exposição foi mediada pela Diretora de Ensino, Ma. Antonieta Lira, que falou amplamente sobre o Plano de Desenvolvimento Institucional, que define as metas e ações da IES, apresentando os desafios, as estratégias e resultados alcançados pelo do Planejamento Estratégico da FSA nos últimos três anos. A Ênfase da apresentação programas vinculados à área de Educação. Uma das questões abordadas foram os projetos de extensão em andamento. “Esses projetos, desenvolvidos junto à comunidade interna e externa, estão vinculados ao programa de responsabilidade social da Faculdade Santo Agostinho”, explica. No momento, segundo a diretora, existem dezessete projetos de extensão em andamento. Antonieta Lira e Silva também destacou o Programa de Incentivo ao Esporte, que hoje beneficia cerca de cinquenta atletas nas mais diferentes modalidades. “A FSA considera que as manifestações esportivas são de interesse social, fundamental para o exercício pleno da cidadania, se constituindo em importante expressão do conceito de responsabilidade social abraçado pela IES em seu Plano de Desenvolvimento Institucional – PDI”, explica.

XIX ENCONTRO PEDAGÓCIO-FSA 2017 - 6A Diretora abordou diversos programas realizados pela Faculdade Santo Agostinho, ressaltando o processo educativo cultural e científico que articula o ensino e a iniciação científica de forma indissociável, viabilizando a relação transformadora entre a FSA e a sociedade. Segundo ela,  entre 2011 e 2016, foram desenvolvidos projetos de extensão, beneficiando 15.937, envolvendo 179 docentes e 3.510 alunos, abordando vários Eixos Temáticos, entre eles: Trabalho, Comunicação, Cultura, Direitos Humanos, Educação, Meio Ambiente, Saúde e Tecnologia e Produção. Antonieta Lira e Silva também falou sobre o Programa de Monitoria, desenvolvido semestralmente e envolvendo todos os cursos da IES. “O programa vem atingindo um grande número de alunos a cada ano”, disse.

Antonieta Lira e Silva também falou do Programa de Apoio Pedagógico e Psicopedagógico, que tem como objetivo de contribuir para o desenvolvimento da capacidade de aprendizagem do aluno, resgatando o prazer em aprender e assegurando a integridade psicológica, através de aconselhamento e de orientação pedagógica e psicológica, bem como de encaminhamento profissional. E de forma entusiasmada, explicou o Programa Inclusão da FSA, que mantém um forte compromisso com a acessibilidade e a cidadania, ao promover a inclusão social da FSA das pessoas com necessidades especiais, rompendo barreiras de natureza cultural, afetiva e educacional. “Devido a esse programa ganhamos em 2016 o Selo Ouro de Empresa Acessível”, disse.

XIX ENCONTRO PEDAGÓCIO-FSA 2017 - 4Em seguida, o Diretor Administrativo e Financeiro da FSA, Átila de Melo Lira, falou sobre o Programa de Capacitação, que visa a valorização profissional dos colaboradores da FSA, especialmente, os docentes e colaboradores técnico-administrativos, garantindo, por meio da qualificação dos profissionais para garantir a qualidade do Ensino e dos Processos Administrativos. “Os investimentos em qualificação são fundamentais para manter as pessoas motivadas e gostarem de trabalhar na IES, garantindo assim, um ‘turnover’ muito baixo”, disse o diretor. Segundo ele, de 2007 a 2016, foram beneficiados pelo Programa cento e setenta e quatro docentes, que concluíram a capacitação em Mestrado e Doutorado. “Atualmente,  vinte e cinco docentes estão finalizando a qualificação em Mestrados e Doutorados”, disse, lembrando que a IES também promoveu uma Especialização em Docência do Ensino Superior, que fez parte também da Formação Continuada dos Docentes, qualificando oitenta e dois profissionais. Entre 2007 e 2016, a instituição também contribuiu diretamente para a qualificação, em nível Lato Sensu, de cinquenta e nove profissionais dos setores técnico-administrativos da FSA, e também de inúmeros outros colaboradores, que começaram e concluíram a Graduação por meio de bolsas de estudo integral na própria IES. “Também concedemos incentivo para que os técnico-administrativos participassem de eventos, congressos, seminários e palestras, dentro e fora do Piauí”, explicou.

XIX ENCONTRO PEDAGÓCIO-FSA 2017Concluindo os resultados alcançados pela Faculdade Santo Agostinho nos últimos três anos,  a Diretora Geral da FSA, Yara Maria Lira Paiva e Silva abordou a infraestrutura física da IES para o atendimento das demandas da comunidade acadêmica. “Sempre conseguimos as maiores notas na Avaliação Externa com a nossa infraestrutura”, disse, revelando que o mais novo diferencial da FSA, a Biblioteca de acesso livre.

Em seguida, a jornalista e professora Ma. Kelma Gallas, coordenadora do Núcleo de Comunicação da FSA, falou sobre a finalidade do setor, criado em 2002, com a finalidade de manter e aperfeiçoar o sistema de informação institucional, reunindo profissionais qualificados nas mais diferentes funções: Jornalistas, Designers, Fotógrafos, dentre outros. “O NUCOM é responsável tanto pela Comunicação Interna como pela Externa, também, através do Núcleo de Relacionamento e Ouvidoria”, explicou. Kelma Gallas apresentou os dados de acesso ao site institucional (www.fsanet.com.br) e das diversas redes sociais mantidas pela instituição, entre os anos de 2011 e 2016. “Temos as redes mais seguidas, entre as instituições de ensino superior no Piauí”, informou a jornalista.

Finalizando, o professor Me. Tonny Kerley Alencar Rodrigues, editor da revista Revista FSA (ISSN 1806-6356, impresso, e 2317-2983, eletrônico), falou sobre os avanços da publicação científica multidisciplinar da Faculdade Santo Agostinho entre os anos de 2010 a 2016. Segundo ele, o periódico tinha qualis em apenas uma área. Em 2015, o periódico alcançou qualis em 26 áreas. Um dos diferenciais da revista, segundo ele, é a periodicidade, que, neste momento, é bimestral, e, sendo interdisciplinar, recebe artigos em fluxo contínuo de diversas áreas do conhecimento. “A Revista FSA está incluída no sistema QUALIS de qualificação de periódicos, elaborado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), nas áreas de Administração, Ciências Contábeis, Turismo, Antropologia, Arqueologia, Ciências Sociais Aplicadas I (Ciência da Informação, Comunicação e Museologia), Ciências Agrárias I, Ciências Ambientais, Ciências Biológicas II, Direito, Educação, Educação Física, Geografia, História, Letras/Linguística, Planejamento Urbano e Regional, Demografia, Psicologia, Saúde Coletiva, Serviço Social e Sociologia”, disse.

XIX ENCONTRO PEDAGÓCIO-FSA 2017 - 2


 
LEIA MAIS