inscreva-se: (86)3215-8700


Aulas do DINTER em Engenharia de Produção começam dia 19, no UNIFSA

No próximo dia 19 de novembro, começam as aulas do Curso de Pós-Graduação em Engenharia de Produção Interinstitucional – DINTER, oferecido pelo UNIFSA/UNIP, com a Aula Magna a ser ministrada pela Profa. Dra. Irenilza de Alencar Nääs, às 19h, no Auditório Manoel Cipriano Lira, no prédio sede. Ela fala sobre o tema “Desafios, Oportunidades e Sustentabilidade em face da Indústria 4.0”, abordando as tecnologias que usam os conceitos de Sistemas ciberfísicos, Internet das Coisas e Computação em Nuvem. Para o prof.Dr.Josimar Alcantara, coordenador local do DINTER, erá uma ótima oportunidade para discutir um tema importante para a economia globalizada.
Os doutorandos participam, antes, das 14h às 17h, de um momento de considerações técnicas sobre o DINTER, com o coordenador do doutorado do PPGEP -UNIP, prof.Dr. Oduvaldo Vendrametto. “Nesse dia, farei apresentação do PPGEP quanto ao formalismo para obter a titulação, que é o mesmo do curso ministrado na sede. Na oportunidade, também, será apresentado o planejamento da realização, aulas presenciais, disciplina obrigatória, pesquisa, produção científica, comunicação remota com o orientador e ritual para qualificação e defesa”, diz o coordenador. Segundo ele, este será um fórum para dirimir as dúvidas que os doutorandos ainda tiverem quanto ao DINTER. Nos dias 20 e 21 de novembro, a Profa. Dra. Irenilza iniciará a disciplina de Metodologia de Pesquisa, que é obrigatória, com aulas de tarde e noite. A disciplina retornará em fevereiro ou março de 2019.
A palestra magna, no dia 19 de novembro, contará com a participação dos pró-reitores do UNIFSA, a pró-reitora de Ensino, Antonieta Lira; o pró-reitor administrativo e financeiro, Átila de Melo Lira; coordenadores de instituições locais que ofertam cursos de Engenharia de Produção, além de professores e discentes do UNIFSA.
Para a professora  Irenilza de Alencar Nääs (UNIP) a chamada “Indústria 4.0” se refere à 4a. revolução industrial. “Alguns autores definem como a indústria baseada em componentes como IoT, CPS, ou ainda, Smart factory. No entanto, esta mudança indica a profunda transformação de modelos de negócios, permitindo a fusão de negócio e tecnologias virtuais e reais. Naturalmente que esta transformação envolve a aplicação de digitalização, automação, e robótica na fabricação de produtos”, disse. Para a professora, outros autores indicam que esta modificação não é nada mais do que um sistema autônomo de produção auto-regulável, baseado em conhecimento e sensores, mas acredito que se trata de uma mudança profunda de paradigma na área da manufatura e de produtos. “Apresentaremos os desafios e as oportunidades que esta transformação devem trazer para a sociedade e o que devemos esperar dos profissionais do futuro que enfrentarão esta nova realidade. Comentaremos também sobre os aspectos  Sustentabilidade no tocante aos desafios das mudanças climáticas frente ao desenvolvimento agrícola 4.0.”, disse.
O curso tem previsão para ser concluído em quatro anos. Mais informações

Compartilhe:

Mais Notícias

Centro Universitário Santo Agostinho - Av. Valter Alencar, 665 - São Pedro
Teresina - PI - Cep: 64.019-625 - Fone: (86) 3215.8700 / Fax: (86) 3215.8710 Email: fsa@fsanet.com.br
Copyright 2012 © Todos os Direitos reservados